Não seja mandona. Seja líder!

Olá!

Este é o blog do projeto “Liderança de Salto Alto”.

Uma ideia, melhor dizendo, uma inspiração que tive em 2013 quando comecei a estudar marketing digital.

Confesso que, até então, nunca havia me interessado em desenvolver um projeto apenas para mulheres.

 

Percebi que poderia criar algo de qualidade, com conteúdo relevante e alto impacto.

 

Mesmo sem saber detalhes pedi ao meu fiel escudeiro, sobrinho e parceiro de trabalho Adriano Failde (sócio de Daniel Romeo na Agência Bcicleta) que registrasse o domínio.

Então aqui estamos e é um prazer imenso apresentar mais este projeto a você!

Em minha vida profissional sempre vivi os extremos: apenas eu entre um bando de homens ou muitas mulheres com um ou dois homens (às vezes!) para dar colorido à equipe. 😉

A mudança aconteceu quando comecei a observar o que acontecia ao meu redor, no início dos estudos digitais.

Minha caixa de email lotada com mensagens, anúncios, pesquisas, produtos específicos para mulheres.

Dentro dos estudos de marketing digital, grupos e mais grupos se formando, somente com mulheres.

O discurso era quase o mesmo: nós nos compreendemos mais, temos mais paciência umas com as outras e podemos assumir, sem medo de represálias, quando não sabemos alguma coisa.

E de repente meus olhos profissionais tomaram o rumo das mulheres, não sem muitos questionamentos:

  • Será válido me dedicar a um público tão específico?
  • Eu não sou feminista. Passarei uma imagem diferente do que sou na realidade?
  • Será que vou segmentar e separar mais ainda as mulheres dos homens?
  • Terei leitoras, mulheres que se interessam por esse tema?

Então as coisas começaram a ficar mais claras:

  • Bem, diferenças entre mulheres e homens já existem e, aos meus olhos e experiência de vida, são válidas. Como posso contribuir para que sejam compreendidas, valorizadas e gerem aprendizado?
  • O que fazer para auxiliar a mulher em sua autoestima, autoconceito e autoimagem?
  • Quais temas posso trabalhar neste universo feminino?
  • E quais são os meus temas preferidos?

 

E a clareza aconteceu: liderança para mulheres!

 

 

Liderança e Andragogia

A liderança é uma competência com inúmeras características natas (que nascem com você) e outras tantas inatas (que podem ser aprendidas e desenvolvidas).

 

A liderança feminina ainda é um mito em muitas culturas e começa a ser desenvolvida dentro de casa.

 

Eu e minha equipe vamos fazer a nossa parte e facilitar a transformação de conceitos, estimular a quebra de paradigmas e, principalmente, valorizar e incentivar a prática de suas melhores e maiores competências.

 

A proposta do “Liderança de Salto Alto” é facilitar, orientar, dar suporte e incentivar a prática da liderança pelas mulheres.

 

Seus aprendizados e experiências de vida são a base de quem você é hoje. Isso pode e deve ser compreendido e valorizado.

Não, eu não tenho a pretensão de ensinar nada a você, porque não acredito que isso exista.

Ninguém ensina nada a ninguém, já nos disse sabiamente a Andragogia, teoria e prática da educação de adultos.

Podemos orientar, mostrar, auxiliar, dar apoio, oferecer práticas, propor discussões com técnicas as mais variadas e incríveis para estimular o aprendizado.

Porém… é o adulto que tem a capacidade de aprender, se quiser e estiver envolvido emocionalmente.

É você quem gera seu próprio aprendizado.

E é o que proponho a você: um espaço para discussão, orientação, suporte e envolvimento emocional, que estimulem seu interesse e gerem aprendizado.

 

Várias lideranças

O projeto “Liderança de Salto Alto” vai abordar a prática da liderança nas diferentes esferas da sua vida: pessoal, familiar, social e profissional.

Se você é líder em casa, certamente pode sê-lo também no trabalho e assim sucessivamente.

Isso não quer dizer que você deva ser líder, significa que você pode.

O desenho do “Liderança de Salto Alto” prevê o uso das mídias sociais e técnicas de ensino à distância como ferramentas de trabalho.

Teremos webinars (seminários on line ao vivo e gravados), vídeos-aula, podcasts, grupos de discussão, blog, fan page e tudo o que pudermos utilizar para nos aproximar.

Escolhi o caminho virtual porque posso alcançar mais mulheres e mais rapidamente, através de um meio que agiliza o cotidiano e é cada vez mais acessível.

 

Transformar vidas

Vejo muitos profissionais atualmente falando em “transformar vidas”.

Talvez seja no meu atual círculo profissional e de pesquisas, o fato é que estou me cansando disso e não acredito nessa premissa.

 

Assim como você não pode transformar a minha vida, eu também não posso fazer o mesmo com a sua. Definitivamente não acredito, por teoria e prática, que eu possa transformar qualquer pessoa.

  • Posso ser um exemplo? Sim.
  • Inspirá-la? Sim.
  • Talvez incentivar sua reflexão, seu pensamento crítico, sua análise? Sim.
  • Posso oferecer suporte, orientação, ouvido, aconchego? Sim.
  • Quem sabe mexer com suas emoções e sentimentos? Sim.
  • Utilizar técnicas que facilitem ou incrementem seu aprendizado? Sim.
  • E transformá-la, mudá-la, modificar quem você é? Não.
Só você tem esse poder.

 

Faça parte

Quero convidá-la a fazer parte do nosso projeto.

Inscreva-se gratuitamente nos novos canais, exclusivos do “Liderança de Salto Alto”:
Fan page = facebook.com/LiderancaDeSaltoAlto
Twitter = twitter.com/lidersaltoalto
Youtube = http://liderancadesaltoalto.com.br/Youtube

Além de, claro, inscrever-se no espaço no final desse texto para receber semanalmente nossa newsletter.

Novidades e atualidades em primeira mão pra você!

Constante e gratuitamente conteúdo de valor exclusivo.
Vou dar o meu melhor nesse projeto, o meu melhor pra você.

Obrigada pelo carinho e por fazer parte.

Vamos juntas… e de salto alto!
Bjs e até breve!
Izabel

 

P.S. * O título do primeiro post foi inspirado no projeto Ban Bossy que orienta, estimula e encoraja as mulheres de todas as idades a praticarem sua liderança.

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + dezessete =