Coragem no dia-a-dia: como anda a sua? | Universo Manda Mensagem

universo manda mensagem coragem
coragem universo manda mensagem

Como anda a sua coragem no dia-a-dia? Você observa e valoriza seus comportamentos de coragem? Será que ela está paralisando sua vida ou contribuindo para dar aquele “up”? Aprenda muito com essa mensagem enviada pelos Irmãos da Luz do 7o Portal.

.

Em tempos de dúvidas e atribulações em todos os sentidos, precisamos falar sobre decisões.

Quando uma resposta é necessária, uma ação se faz presente, uma resolução é imperativa, muitos são os mecanismos que envolvem esse ato. Dentre os primeiros estão as experiências já vividas.

O que já foi aprendido? Qual lição se leva? Tem ressonância com a necessidade de hoje?

Em seguida a coragem aparece, ou melhor, a necessidade dela.

É a coragem um dos maiores impulsionadores da ação, porque sem ela a resolução permanece apenas no pensamento, no desejo, na vontade.

A coragem é um elemento que deve ser experimentado conscientemente e diariamente.

Os impulsos para resolução muitas vezes – em sua maioria – são arroubos para resolver algo que atrapalha. São momentos que, quase em sua totalidade, carecem de pensamento consciente de decisão.

Uma pessoa quer se ver livre de um fardo, então age para se livrar do peso. Nesse momento, após a ação, toma consciência do que foi feito.

Há casos em que essa rapidez é realmente necessária, dentre eles os momentos onde há riscos como morte ou acidente.

A Terra seria um planeta com desenvolvimento superior se os humanos pensassem um bocadinho mais, que seja, a respeito de suas ações.

Um pouquinho menos de arroubo, de impetuosidade, de querer se livrar dos pesos a qualquer custo e de qualquer forma seria ótimo.

E há outro fenômeno que acontece quando o ímpeto dá lugar à reflexão: a ausência de ação.

Veja, de um lado temos a impetuosidade, do outro temos a paralisação, porque é isso o que acontece quando a reflexão excessiva toma lugar da ação necessária. Quantos arrependimentos e dores provocam os dois polos desse comportamento!

Arrependimentos pelo que se fala e faz, muitas vezes sem possibilidade de revisão, onde o perdão não cabe em muitos corações. E quantos arrependimentos pela falta de ação!

– Por que fiz? Por que não fiz?

São perguntas comuns à maioria dos humanos, por isso encontrar um meio termo trará mais paz, conforto, resolução, evolução.

Comece pela coragem diária. Pequenas doses para quem precisa treinar a coragem. Pequenas e adiadas ações, resoluções, todos os dias.

Uma conversa que precisa ser finalizada, um contato com alguém distante, as saudades de falar com aquela pessoa especial, mas que a dita “falta de tempo” impera. Pequenas e constantes ações refletidas e conscientes auxiliam o desenvolvimento da coragem.

Para aqueles impetuosos e arrependidos de seus atos inconsequentes, parar e respirar é uma boa e plausível solução. Está ao alcance de todos.

Ao invés de se livrar imediatamente do fardo, olhar, observar, avaliar um bocadinho a situação e, somente então, agir. Haverá mais controle do que se fala, mostra, apresenta. Mais controle sobre as resoluções. Menos arrependimento posterior.

Em um sistema de crenças em que qualquer resolução é melhor do que nenhuma, a impetuosidade é um polo energeticamente comprometedor do equilíbrio. Em suas palavras, um polo negativo, embora saibam todos (se ainda não têm consciência disso), o mal por si só não existe. Ele é assim considerado sempre em comparação com algo “bom”.

Mas esse assunto deixaremos para outra conversa.

Por hora a coragem é que precisa ser mais observada e realizada.

Coragem! Pense e aja. Coragem! Pense e pare.

Em tudo e para tudo ao TEU AMOR serei atento.

Fique com Deus.

Com amor,

Da Luz

.

.

Com a colaboração de Izabel Failde

*Compartilhe essa mensagem*

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 10 =